Jornalista Vence Depressão, Perde 20 Kg E Detona Gordura Das Pernas Adotando um Costume

Qual A Diferença Entre Os Marketings 1.0, 2.0 Ou 3.0? h1>Qual A Diferença Entre Eles?

Praia, uma das coisas que ela mais ama, era evitada. Quando bateu os oitenta kg, aos 27 anos, a jornalista resolveu que era hora de mudar de vida, e ela garante: o emagrecimento veio naturalmente, porém não sem empenho. Pra perder 20 kg, vencer uma depressão e superar a morte da mãe, Giselli, que hoje tem trinta e sete anos, precisou se redescobrir e compreender a se amar - e a corrida foi a principal ferramenta. Giselli passou a deslocar-se frequentemente a festas, a beber e a fumar muito e, mesmo matriculada pela academia, ela não fazia exercícios - já que não tinha ânimo, chegando em casa muito tarde, e nem sequer fôlego, por conta do cigarro.

Advertisement

Em insuficiente tempo, ela engordou 6 kg, chegando a sessenta e seis kg, e com o ir dos anos, atingiu ao peso máximo, que foi oitenta kg. Ao todo, ela ficou no sobrepeso durante uma década. Entre 2007 e 2008, Giselli enfrentou uma depressão profunda, da qual só foi se recuperar completamente 4 anos mais tarde.

Por esse tempo, o excesso de remédios ansiolíticos e antidepressivos fizeram com que ela continuasse sem perder peso, mesmo que neste momento fizesse atividade física. Nesta época, a jornalista descobriu que a mãe estava com câncer terminal: metástases ósseas e cerebrais. Em meio à tristeza pela circunstância da mãe, Giselli encontrou, ali mesmo, um “motivador” pra mudar de vida. Giselli tinha muita preguiça, problema pra acordar e pouquíssima disposição - mas se forçava a encaminhar-se ao parque, com ou sem o ex-namorado, correndo devagar e, algumas vezes, dando uns tragos no cigarro depois de treinar.

Advertisement

Meses depois, ela conseguiu parar de fumar, começou a perder um tanto de peso e a participar de suas primeiras corridas de avenida, de 5 km - nem que ela andasse em alguns períodos do percurso. Em 2008, Giselli “estreou” nas competições de 10 km, com muita dificuldade devido ao sobrepeso, porém foi pegando amo na coisa. Ela conta que, a cada prova completada, sentia alguma coisa despertar dentro de si: a vontade de viver, por mais que visse a mãe definhando com o câncer. Um mês depois da morte da mãe, Conheça Todos Ganhadores Do Prêmio ABComm De Inovação Digital 2018 completou a primeira São Silvestre.

Foi uma etapa mágico, libertador e especial: ela conta que ali houve a sabedoria de quanto tua existência estava mudando e de como ela realmente queria ser alguém diferenciado. Criação De Games, Marketing Digital: 10 Profissões Que Precisam Bombar Em 2018 , no entanto, foi gradual; até porque, segundo Giselli, perder peso nunca havia sido tua prioridade. Foi só a partir de 2012, quase 5 anos depois que começou a correr, que Giselli procurou uma nutricionista pra orientá-la - e, mesmo por isso, a redução de calorias foi bem vagaroso, por volta de 500 g por mês.

Advertisement

Foi preciso, de acordo com a jornalista, paciência e muita aplicação para não desistir da reeducação alimentar. Muita gente encontra que nutricionista é um investimento inviável, contudo Giselli garante que, pra ela, que de imediato passou por muitas profissionais, fez toda a diferença e valeu muito a pena. Giselli passou a se alimentar de modo mais natural, com poucos alimentos industrializados, menos carboidratos e mais proteínas, legumes e verduras. Pães e pizzas são raros em seu cardápio, e a tapioca é a queridinha: ela come diariamente de manhã.

  • Simpósio Mulheres do Franchising 2015
  • Negócios online
  • Como desenvolver tráfego por intermédio de fóruns
  • Ações pro controle da pirataria
  • Responder seu comprador de qualquer jeito e ignorar avaliações
  • 17/04/2017 às 19:Dezessete

Hoje, além da correr diariamente, Giselli pratica musculação de duas a três vezes por semana, faz natação bem como duas vezes por semana, ioga uma vez, além de massagem esportiva e, de vez em quando, pilates. Também, ela trabalha como analista de comunicação no mercado financeiro e está concluindo um MBA em Marketing Digital, que toma 2 dias da semana.

Advertisement

Ela emagreceu, ao todo, 20 kg: pesa sessenta kg, tem 18% de gordura corporal, e mudou a relação que tinha com seu corpo humano. É por esse espaço que a jornalista pesquisa introduzir mulheres que mudaram ou querem variar de existência com a corrida: elas trocam experiências, se motivam mutuamente e tentam carregar ainda mais “divas” pro esporte. Nem sempre é descomplicado, todavia a jornalista dá a dica: tudo está em sua cabeça. A partir do momento em que a ligação com os alimentos e com as pessoas muda, o corpo humano responde.

Share This Story

Get our newsletter